Dentro e fora do condomínio, devemos ter consciência que preservar o meio ambiente, é responsabilidade diária de todos

como-evitar-dengue-mosquito-em-condominio-singular-premium-fortaleza
COMO EVITAR O MOSQUITO AEDES AEGYPTI EM SEU CONDOMÍNIO?
15 de janeiro de 2018
singular-premium-mao-de-obra-especializada-condominios-fortaleza-ceara
Mão de obra qualificada! Só aqui na Singular Premium.
10 de abril de 2018
Ver todos
O-que-fazer-para-economizar-água

Dentro e fora do condomínio, devemos ter consciência que preservar o meio ambiente, é responsabilidade diária de todos. Ainda que a escassez de água no Brasil não seja tema tão constante na mídia, esse é um problema sério. É importante incentivar o consumo de água de maneira sustentável e econômica.

E como tornar os condomínios mais sustentáveis?

  1. Tecnologia é aliada da economia de água;

Faça da tecnologia e de outros aparatos inovadores seus aliados na luta para diminuir o consumo de água no seu condomínio. Isto, juntamente com a adoção de atitudes que geram economia de água, vai fazer diferença para o futuro das próximas gerações e, também, no bolso dos condôminos.

  1. Não deixe que os condôminos esqueçam de economizar água;

O-que-fazer-para-economizar-água

Espalhe nas áreas comuns do prédio, lembretes sobre dicas simples que, quando adotadas em conjunto, diminuem o consumo de água e as contas. Por exemplo, não demorar no banho, usar a máquina de lavar roupas somente na capacidade total e fechar a torneira enquanto ensaboa as louças da cozinha e ao escovar os dentes.

  1. Procure os vazamentos;

Programe inspeções constantes para detectar possíveis vazamentos. Fiscalize periodicamente – no mínimo, a cada seis meses – todas as válvulas e torneiras do edifício. Esta vistoria técnica, que pode até ser feita por um zelador treinado, vai indicar se está havendo desperdício de água. Se for observado qualquer tipo de vazamento, providencie o reparo pelo condomínio ou, se for o caso, passe para o apartamento responsável. Inclua na inspeção a caixa d’água e realize a limpeza da mesma frequentemente.

  1. Gaste menos água nas torneiras e chuveiros;

Hoje em dia existem empresas especializadas em redutores de vazão. Quando instalados em chuveiros e torneiras dos apartamentos, eles garantem uma economia significativa de água. Os redutores vão desde aquela simples redinha de ferro que direciona a água, passando por válvulas redutoras de pressão até aparelhos mais sofisticados, como as torneiras automáticas ou com leitores fotoelétricos.

  1. Hidrômetros individuais podem auxiliar na conscientização;

A individualização dos hidrômetros é também uma ótima medida para a economia de água do condomínio. Isto ocorre porque o sistema mais tradicional é o condomínio ratear o gasto total de água entre os moradores. Com os hidrômetros individuais, cada apartamento paga apenas o que consumir e aí há uma motivação para que cada pessoa ou família adote hábitos que diminuam o uso de água. Este sistema é ainda mais justo que o convencional.

  1. Atenção ao aquecimento;

Você sabia que o jeito mais econômico de aquecer a água é fazer isso diretamente nas saídas das torneiras e chuveiros? Porém, a maioria dos condomínios ainda usa o aparelho central, que promove um gasto desnecessário toda vez que o morador fica esperando sair toda a água fria que fica no encanamento.

  1. Vasos sanitários não podem ser esquecidos;

Outra troca que vale a pena o investimento é sobre os vasos sanitários. As bacias com válvulas mais antigas soltam entre 12 e 24 litros de água por descarga. Já os vasos mais modernos, com caixa acoplada, despejam apenas 6 litros. Há ainda os chamados vasos sanitários que despejam um volume de água diferente conforme a necessidade.

  1. Reaproveite a água;

Pense em implementar uma estação de tratamento de água simples, mas que garanta o uso para o banho e para as pias diferente do que vai para as descargas e lavagem de pisos. Nas indústrias, isto já é bem comum e funciona muito bem. Outra alternativa é reaproveitar a água da chuva, por meio da construção de reservatórios que armazenam a água usando-a para regar jardins e limpar as áreas comuns.

Agora que você já conhece medidas para a economia de água no seu condomínio, que tal colocá-las em prática? Contribua para cultivar o consumo consciente da água.